FALA QUE EU TE ESCUTO

Tudo o que você acabou de pesquisar na internet não faz parte apenas da sua memória. Várias empresas acabaram de pegar informações geradas por você e vão usá-las pra fazer propaganda. As palavras que você escreveu, o tempo de navegação, o tipo de smartphone… tudo o que for possível coletar em forma de dados.
Mas como assim? Quem autorizou?
Você mesmo. Só não lembra quando clicou no termo “concordo e aceito” de qualquer programa “de graça”. Tudo tem um preço. E o preço digital é pago com a nossa privacidade, nossos hábitos de consumo.
Mesmo que muita gente não se toque essa prática já existe há muito anos. Só que agora a coisa vai ficar mais sofisticada. Por exemplo, smartphones e smart tvs são capazes de receber comandos de voz com uma taxa de acerto em torno de 90%. Ou seja, não só o que você escreve mas também o que você fala é registrado e interpretado pelas máquinas. As empresas juram que o que você diz é usado apenas para executar ordens nos aparelhos. Mas tem gente que desconfia.
Em maio, uma professora americana se disse convencida de que o Facebook ouviu as conversas dela gerou propaganda a partir daí. A empresa nega. Ok. Podem até não usar. Mas que é possível é. E não duvido nada que seja usado em breve, com o consentimento das pessoas, da mesma forma que acontece com o texto.
Dá pra sofisticar ainda mais a coleta de dados? Claro.
Já é possível trabalhar com a interpretação de emoções por reconhecimento facial. Existem programas capazes de dizer, em tempo real, se você está alegre ou triste, a partir da sua imagem na câmera. Pra entender como funciona veja a apresentação abaixo.

Imagine o potencial para as empresas de publicidade. Elas podem saber como você reagiu a um determinado anúncio ou lançar uma campanha personalizada no exato momento em que entenderem que você está disposto a gastar.
Indo mais além podemos combinar o reconhecimento de voz e imagem com dados coletados por sensores espalhados pelo corpo, nos chamados “computadores vestíveis”e com objetos, na “internet das coisas”. Um simples monitor cardíaco pode gerar informações interessantes como sugerir um personal trainer ou que você faça um checkup do coração.
Pra visualizar tudo isso junto pense na seguinte situação. Você está em casa e vai uma festa sábado à noite. Sua smart TV (conectada à internet e as redes sociais) sabe que você vai ao evento porque você disse compareceria. Está lá na página da festa. Você mesma confirmou. A TV sabe ainda que a festa vai ser numa área aberta (por meio da geolocalização) e que vai esfriar mais tarde (previsão do tempo web). Você se arruma, passa em frente à TV, ela registra sua imagem e, baseada em todos os dados analisados, recomenda que você compre uma blusa de manga comprida que combine com a roupa que está vestindo. Os sensores das suas blusas antigas mostram que elas já estão velhas. O ideal seria comprar uma nova. A loja sugerida fica no caminho da festa (a TV calculou a rota pelo Waze e disse que a compra vai levar só mais 10 minutos e, se preferir, você pode ordenar a compra com um um “sim” e passar lá só para pegar a sacola). Você olha a blusa mas não se convence. A TV analisa sua expressão facial, percebe que você está meio triste e envia uma mensagem alto astral : “você é linda e vai ficar ainda mais ainda com blusa nova”. Quando você esboça um sorriso a máquina percebe uma oportunidade emocional e lança a cartada final: “se você comprar a blusa agora, ganha 20% de desconto”. Pronto, venda feita.

Esse exemplo parece exagerado. Mas boa parte da tecnologia pra que algo desse tipo aconteça já existe. E o resto vai chegar em breve. Estamos na era da avalanche de dados e da inteligência artificial. É uma combinação poderosa que vai mudar o mundo, inclusive a publicidade.
Dá próxima vez que usar a câmera do telefone como espelho pense bem antes de abrir aquele sorriso…

(Rafael Coimbra)

 

Anúncios

Um comentário sobre “FALA QUE EU TE ESCUTO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s